logoexposicao
logocnccr
NÚCLEO 07
A Queda da República
e a Resistência Republicana

A Ditadura Militar
e a implantação
do Estado Novo
nucleo07_img_04
nucleo07_img_03

1927

Em consequência da derrota dos constitucionais, são dissolvidas as unidades militares implicadas no movimento revolucionário de Fevereiro. Nos dias seguintes, são fechados vários sindicatos e sedes de partidos políticos Em Lisboa e no Porto, a revolução salda-se por cerca de 200 mortos e um milhar de feridos.

1927

No exílio, constitui-se a Liga de Defesa da República (Liga de Paris).

1928

“Revolta do Castelo”, movimento revolucionário que se inicia no Castelo de S. Jorge e que movimenta tropas e civis por todo o País.

1928

Para além das consequências disciplinares, cerca de 4 centenas de implicados, entre civis e militares, serão deportados.

1929

O coronel Ivens Ferraz, chefe do Governo, fala, em entrevista, de um retorno do País à normalidade constitucional.

1930

Concluído em Paris um “Programa para a Revolução em Portugal”, por iniciativa do “Comité de Paris”.

Constituição da Aliança Republicana e Socialista (ARS), que se preparava para concorrer a eleições, de acordo com algumas expectativas criadas pela Ditadura Militar. Norton de Matos é figura de topo.