logoexposicao
logocnccr
NÚCLEO 06
Refundação da República
"A República Nova"
nucleo06_img_03
nucleo06_img_02
nucleo06_img_01

1919

Revolta de Santarém. Um bloco anti-sidonista (composto por democráticos e outros) resiste ao proclamado avanço dos monárquicos, depois da morte de Sidónio.

Proclamada a Monarquia em Lisboa e no Porto.

1919

Ocorre a “Gloriosa Jornada de Monsanto”. A “rua republicana” armada e os militares recém-chegados do “front” desalojam os Monárquicos de Monsanto. A “Monarquia do Norte” só terminará a 13 de Fevereiro, depois da entrada dos republicanos no Porto. A guerra civil durara quase um mês.

1919

Toma posse um Governo de reconciliação nacional, chefiado por José Relvas. Dele fazem parte unionistas, evolucionistas, sidonistas, democráticos e um socialista.

Dissolução do Parlamento sidonista. São marcadas eleições para 12 de Abril.

1919

Toma posse o Governo de Domingos Pereira, um democrático. O Governo é de composição, mas tem uma maioria de democráticos. Inicia-se a “nova República velha”.

No II Congresso Nacional Operário, em Coimbra, é criada a Confederação Geral do Trabalho.